<!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </head> <body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d1867916339035014159\x26blogName\x3d+whatever+\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://amagiadospensamentos.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://amagiadospensamentos.blogspot.com/\x26vt\x3d-9000212241735771669', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

whatever will be, will be.
whatever you do in life be insignificant, but it’s very important that you do it, because nobody else will.

home about me wishlist recomendo




a ler:
"Segue o Coração
Não olhes para trás."
Lesley Pearse.
Image and video hosting by TinyPic

terça-feira // 21:09

Sentes a falta dele? Só quando respiro.

Ainda me lembro do nosso primeiro beijo. Por um momento, fechei os meus olhos, e consegui senti-lo. Parecia estranho, ao fim destes anos todos, lembrar-me da magia desse instante e das turbulentas emoções e sensações que tu despertas-te em mim. Quando os nossos lábios, lentamente, se juntaram e se tocaram, ao ritmo do batimento cardíaco que soava nos nossos corações. Aquecemos de tal maneira que ficou em chamas. Sim, o nosso primeiro beijo foi assim, um incêndio para o meu coração. Agora, ainda, ando a apagar o excesso das labaredas existentes. Esse é o sentimento que nutro por ti. Às vezes, gostava de te voltar a abraçar, aqueles abraços fortes e demorados. Ainda gosto mais de me perder neles. Usar esses teus ombros para pousar delicadamente a minha cabeça, fechar os olhos, como tantas vezes fazia, e de pensar no quanto tinhamos mudado para chegar até ali, e no quanto ambos tinhamos lutado para estarmos juntos. Tenho saudades de me encostar a eles e de te dizer que cheiravas bem. De sentir o teu coração na boca, e de saber que posso contar contigo todos os dias da minha vida. Meu amor, tu sim, eras o meu amor perfeito.

Etiquetas: ,


clica aqui para comentares.